PousoAlegrenet

Menu

Aranha é cercado por invasores após rebaixamento da Ponte Preta

Vândalos invadiram o campo aos 37 minutos do segundo tempo após a Ponte Preta sofrer o gol da virada do Vitória da Bahia. Aranha acabou cercado por torcedores

Imagem: Globo

O rebaixamento da Ponte Preta neste domingo (26) enfureceu alguns torcedores do time de Campinas. Após sofrer a virada para o Vitória da Bahia, parte da torcida invadiu o gramado do Moisés Lucarelli e partiu para cima dos atletas campineiros. O jogo terminou aos 37 minutos do segundo tempo por falta de seguranças.

Os jogadores reservas correram diretamente para o vestiário, assustados, e chegaram a ser perseguidos por um dos invasores. Alguns torcedores envolveram o goleiro Aranha, símbolo da equipe, para cobrar explicações.

Imagem: Globo

Imagem: Globo

Até o momento, as informações são de que o jogador nascido em Pouso Alegre não foi agredido. Alguns vândalos que se dirigiram ao goleiro estavam com pedaços de pau na mão.

“Torcedor está nervoso, tá triste, assim como a gente. É hora de ficar quieto”, limitou-se a dizer o arqueiro, em entrevista ao canal Premiere.

A Polícia Militar teve de ser acionada para conter os ânimos e utilizou cassetetes e até armas de borracha para retirar os torcedores de dentro de campo. Helicópteros também foram chamados para fazerem a ronda nos arredores do Moisés Lucarelli.

Alguns atletas da Ponte Preta tiveram de se refugiar nos vestiários visitantes. Foram os casos de Luan Peres, Felipe Saraiva, Nino Paraíba e Jéferson.

Veja o momento em que Aranha foi cercado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.