PousoAlegrenet

Menu

Pouso Alegre reforça combate a mosquito da dengue após aumento de casos de chikungunya

Este ano já foram seis casos contraídos no município. Vigilância em Saúde esta convocando a população para eliminação de focos dentro de residências

Foto: Divulgação Prefeitura

A Vigilância em Saúde de Pouso Alegre esta convocando a população para combater os  de focos do mosquito Aedes aegypti dentro de residências. Além da dengue, uma das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti é a febre chikungunya.

Neste ano houve aumento nos casos de chikungunya em Pouso Alegre. Foram seis casos da febre chikungunya contraídos no próprio município. Em 2016 houve dois casos na cidade, mas que haviam sido contraídos em outros municípios.

Foto: Divulgação Prefeitura

Segundo a vigilância de saúde, no mês de outubro, 2.678 residências foram inspecionadas pelos agentes. As notificações de recipientes positivos para focos da dengue concentraram-se em vasos de plantas e galões de água.

Para a gerente de vigilância em saúde, a médica sanitarista Ana Cláudia Raposo, o trabalho de conscientização requer o engajamento de todos, já que o ambiente doméstico pode se tornar um potencial criadouro do Aedes Aegypti.

Foto: Divulgação Prefeitura

A médica lembra que além de vasos com plantas, pratos, pingadeiras, lixo mal acomodado e qualquer outro recipiente podem se tornar propensos à propagação da doença. “Não deixar água acumulada, de forma alguma, por menor que seja o recipiente e estar atento a todos os pontos que possam acumular água em casa”, enfatiza.

De acordo com a vigilância, em Pouso Alegre os bairros de maior incidência de residências com foco positivo do mosquito transmissor da dengue são: Esplanada, São João (projeto João de Barro), Colinas de Santa Bárbara, Fátima I, Belo Horizonte, Cidade Jardim (recanto Solar dos Quitas), Faisqueira, Árvore Grande, São Cristóvão e Jardim Aeroporto.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.