PousoAlegrenet

Menu

Pouso Alegre fecha 2017 com saldo positivo na geração de empregos, segundo Caged

Após perder 1655 postos em 2016, mais do que Varginha e Poços juntas, Pouso Alegre teve saldo positivo em 2017, com mais 689 postos de trabalho

O Ministério do Trabalho divulgou nesta sexta-feira (26) pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) o saldo na geração de empregos em todo o Brasil.

O país perdeu 20 mil postos de trabalho em 2017. Apesar de negativo, o número representa melhoria, já que em 2016 havia perdido 1,2 milhões de vagas, e em 2015 mais 1,4 milhões.

Assim como no Brasil, no Sul de Minas houve melhoria no quadro. Nas três maiores cidades do Sul de Minas o saldo foi positivo.

Cidade 2016 2017
Varginha – 305 + 752
Pouso Alegre – 1.655 + 689
Poços de Caldas – 839 + 172

Apesar do saldo positivo em 2017, Pouso Alegre ainda sente a perda de postos de trabalho em 2016. Impulsionado pelo fechamento de indústrias, naquele ano a cidade perdeu mais postos de trabalho do que Poços e Varginha juntas.

Segundo os dados do Caged, o setor que impulsionou o saldo positivo na cidade foi o de serviços, que terminou o ano com mais 389 vagas. Mais atrás vem o comércio com mais 160 e a construção civil com 75. A indústria teve saldo positivo de 15 vagas.

Pouso Alegre teve mais 689 postos de trabalho em 2017