PousoAlegrenet

Menu

Professores paralisam aulas e protestam na Câmara por reajuste em Pouso Alegre

Segundo o sindicato, houve adesão à greve em mais de 80% das unidades de ensino do município

Professores protestaram na Câmara neste terça, 3

Profissionais da educação fizeram uma paralisação das aulas da rede municipal de ensino nesta terça-feira (3) em Pouso Alegre. Eles reivindicam que a prefeitura dê um reajuste de 14%, mas a prefeitura ofereceu 2.8% e deu como encerrada as negociações.

Segundo o sindicato dos profissionais de educação (SIPROMAG), houve adesão à greve em mais de 80% das unidades de ensino do município. Segundo a prefeitura, apenas 24% dos professores da rede não compareceram às unidades de ensino.

Na noite desta terça, os profissionais protestaram na Câmara Municipal onde pedem apoio dos vereadores.

Grande parte dos manifestantes saíram do plenário em protesto contra fala de Adriano da Farmácia

Grande parte dos manifestantes saíram do plenário em protesto contra fala de Adriano da Farmácia

Um dos momentos mais conturbados aconteceu durante a fala do vereador Adriano da Farmácia (PR). O vereador foi muito vaiado após defender que para a prefeitura pagar o piso nacional, os professores deveriam cumprir carga de 40 horas, ao invés das atuais 24 horas. Em protesto, os profissionais esvaziaram o plenário, e só retornaram após o termino da fala do vereador.

Para a sexta-feira (6) está marcada uma reunião entre a prefeitura e o Sindicato, com o intermédio dos vereadores, para buscar uma solução.

Atualização: Nesta quarta-feira (4) a prefeitura enviou nota sobre a paralisação. Confira abaixo:

NOTA DA PREFEITURA

A Secretaria Municipal de Educação esclarece que apenas 24% dos professores da rede não compareceram às unidades de ensino. O andamento das aulas não foi afetado e o dia 03 de abril é considerado dia letivo. As aulas seguem normalmente nas escolas municipais de Pouso Alegre.

Sobre o reajuste

O percentual de 2,8% oferecido aos servidores da Educação Municipal é superior ao índice inflacionário dos últimos 12 meses, que corresponde a 2,07%.
O piso salarial nacional dos professores que trabalham 40 horas semanais corresponde a R$ 2.455,00.

Hoje, os professores da rede municipal recebem R$ 2.165,54 por uma jornada de 24 horas semanais. Ou seja, o atual piso municipal do magistério é, proporcionalmente, 47% superior ao piso nacional.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.