PousoAlegrenet

Menu

Fogo é ateado em ônibus da Princesa do Sul em Pouso Alegre

Fogo foi contido por moradores. Em 24 horas, 13 cidades mineiras registraram ataques. 8 são no Sul de Minas

Um ônibus do transporte coletivo foi incendiado na noite deste domingo (03) no bairro Jardim Redentor em Pouso Alegre. Segundo a PM, dois homens encapuzados entraram no ônibus e mandaram os passageiros e funcionários descerem.

Segundo um funcionário da concessionária, um deles estava armado e que iria queimar o veículo por ordem de uma organização criminosa. O criminoso ainda disse que era para levarem o dinheiro, pois o caso não era um assalto.

Eles usaram um galão de gasolina para colocar fogo no veículo, e fugiram. Testemunhas relataram que havia um terceiro indivíduo dando cobertura para a fuga dos suspeitos.

O fogo foi apagado rapidamente por moradores usando um balde de água. O veículo teve assentos e janelas danificados. Ninguém ficou ferido.

Segundo a PM, dois suspeitos foram identificados e presos ainda durante a noite. Eles tem 23 e 29 anos, e foram encaminhados para a Delegacia de Polícia.

Em 24 horas, 13 cidades mineiras registraram ataques. 8 são no Sul de Minas

Em Guaxupé, ônibus foram incendiados dentro da garagem da empresa (Foto: Bombeiros)

Pelo menos 13 cidades mineiras registraram ataques a ônibus do transporte coletivo neste domingo (3) e segunda-feira (4). Não houve feridos.

Em Uberaba e Uberlândia houve uma série de ataques a pelo menos 6 ônibus. O serviço de transporte coletivo foi suspenso até que a situação seja controlada.

Uberlândia (Foto: Corpo de Bombeiros)

Na capital Belo Horizonte e em Santa Luzia, na grande BH, outros três ônibus foram incendiados. Em Araxá também houve ataques.

No Sul de Minas houve atentados em pelo menos oito cidades. São elas: Itajubá, Pouso Alegre, Monte Santo de Minas, Alfenas, Guaxupé, Passos, Varginha e Poços de Caldas.

Itajubá (Foto: Bombeiros)

Segundo informações divulgadas pelo jornal Estado de Minas, um bilhete foi deixado com um motorista de ônibus em Itajubá. Nele, os bandidos reclamam de opressão e problemas em presídios de Itajubá e no Rio Grande do Norte, onde também houve vários ataques neste domingo.

Ainda não há uma posição oficial das autoridades que cuidam da segurança pública de Minas Gerais sobre uma possível conexão entre os ataques ou informando uma possível motivação dos crimes.

* Matéria atualizada às 08h57m de 04/06/2018 para a inclusão de mais informações sobre o caso em Pouso Alegre e no Estado de Minas