PousoAlegrenet

Menu

FUVS cria teto salárial para tentar conter crise financeira

A partir desse mês, apenas quem tem salários de até R$ 4 mil receberá integralmente. Também haverá demissões.

A FUVS (Fundação Universidade do Vale do Sapucaí) que é mantenedora da Univás e do Hospital das Clínicas Samuel Libânio, passa por uma grave crise financeira. Com dívida de mais de R$ 20 milhões, o momento é de contenção de gastos e reestruturação na fundação.

Segundo o presidente da FUVS, Rafael Simões, varias medidas para conter gastos e manter a FUVS funcionando já foram tomadas. Entre as medidas, estão:

  • a restruturação no quadro funcional, com corte de funcionários;
  • diminuição de gastos com consultorias e alugueis;
  • conscientização de todos os colaboradores para redução de gastos;
  • criação de teto salarial;

Teto salárial

A partir desse mês, apenas quem tem salários de até R$ 4 mil receberá integralmente. Segundo Rafael Simões, 85% dos funcionários se enquadram neste perfil, e irão receber 100% dos salários.

Com informações: Daniele Ayres / Rádio Difusora