PousoAlegrenet

Menu

Com 120 pontos na carteira, ex-chefe da Polícia Civil de Pouso Alegre é exonerado da chefia do Detran-MG

O próprio delegado pediu para deixar o cargo. Os motivos não foram divulgados

Delegado César Augusto Monteiro Alves Júnior, em entrevista quando assumiu a chefia do 17º Departamento de Pouso Alegre (Foto: PousoAlegrenet)

O ex-chefe da Polícia Civil de Pouso Alegre foi exonerado nesta terça-feira (8) do cargo de chefe do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG).

César Augusto Monteiro Alves Júnior assumiu a chefia do Detran no final de 2017. Em janeiro, foi divulgado pelo jornal O Globo que ele tinha 120 pontos de infrações de trânsito em sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O próprio delegado pediu para deixar o cargo. Os motivos não foram divulgados. O delegado ainda não se pronunciou sobre a exoneração.

A assessoria de imprensa da corporação informou que “todas as realocações em seu quadro de pessoal são pautadas em avaliações técnicas administrativas”, e que a realocação de César Augusto Monteiro Alves Júnior deve ser publicada nas próximas edições do diário oficial do estado, mas ainda não há data definida.

Em 6 de  janeiro, o delegado disse que havia aberto processo administrativo contra si próprio para apurar os 120 pontos na carteira de habilitação dele. Ele alega que não recebeu nenhuma notificação sobre as infrações.

No dia 8 de janeiro, Alves Júnior entregou a CNH. A decisão foi tomada depois de uma reunião do Governo de Minas Gerais que afirmou que ele passaria pelo processo de punição e reciclagem. O cargo dele foi mantido pela Polícia Civil na época.