PousoAlegrenet

Menu

Matéria da Veja traz críticas e relato de ex-padre da Catedral de Pouso Alegre: “Fui expulso por ter um filho”

Carismático e eloquente, Dionísio Pereira disse que chegou a ser cotado para o cargo de bispo; Ele fez críticas a Igreja Católica

Foto: Egberto Nogueira / Imã Foto Galeria / Revista Veja

A edição desta semana da revista Veja trará uma matéria com o ex-paroco da Catedral de Pouso Alegre, Dionísio Pereira, que foi expulso da Igreja Católica.

A matéria “Cansados da solidão” fala sobre a migração de padres católicos para a Igreja Anglicana. A obrigação do celibato é, quase sempre, o motivo da mudança.

Na matéria, que já está disponível na versão online para assinantes da Veja, Dionísio conta que foi expulso por ter um filho, mas que “a Igreja faz vista grossa para padres que são pais, desde que não subam na hierarquia”.

Dionísio disse que “Padres invejosos, de olho em status e poder” realizaram uma devassa em sua vida, pois era cotado para assumir o cargo de bispo.

Carismático e eloquente, o trabalho de Dionísio a frente da Catedral chamava a atenção em Pouso Alegre. Na época, a sua saída da igreja chocou a comunidade local, principalmente os católicos na cidade.

A investigação descobriu que o ex-padre é pai de um menino, fruto de seu relacionamento com uma ministra da eucaristia: “A Igreja Católica acoberta casos de pedofilia, mas põe na Inquisição um padre que teve filho com uma mulher adulta”, queixou-se na matéria.

“Tudo tem o lado positivo. Agora vivo a paternidade às claras”, declarou Dionísio. A edição da Veja chega as bancas na próxima quarta-feira (4). A versão online está disponível neste link.

A Arquidiocese de Pouso Alegre foi procurada, mas não quis comentar o caso.