PousoAlegrenet

Menu

Casal de moradores de rua foi queimado vivo em Pouso Alegre

Indícios apontam que mulher pode ter sofrido violência sexual; Um suspeito foi preso

Corpos estavam embaixo de uma ponte (Foto: Redes Sociais)

Foi queimado vivo o casal de moradores de rua encontrado carbonizado na quarta-feira (26) sob um viaduto no bairro Belo Horizonte em Pouso Alegre. É o que apontou a necropsia feita pelo IML, que encontrou fuligem nas vias respiratórias das duas vítimas.

A vítima do sexo masculino tinha uma fratura no crânio. A do sexo feminino tinha indicativos de violência sexual (ela estava nua). Materiais foram coletados para realização de exames toxicológicos, DNA, e apurar se houve violência sexual.

Suspeito foi preso

Nesta quinta-feira (27) a Polícia Civil prendeu um homem de 37 anos suspeito do duplo homicídio. Segundo a Polícia Civil, o suspeito é natural do Paraná, também é morador de rua, e já tinha passagens por furto. À polícia, andarilhos da cidade disseram que ele seria violento e que já havia tentado praticar violências sexuais em moradoras de rua.

Ainda de acordo com a polícia, o circuito de segurança de um estabelecimento comercial registrou a vítima do sexo feminino junto com o suspeito adquirindo uma garrafa de bebida alcoólica.

Duas testemunhas também colocaram o suspeito na cena do crime. A investigação descobriu que o casal morto estava residindo há um mês sob o viaduto.

Um mandado de prisão temporária de 30 dias foi expedido para o suspeito, que foi encaminhado ao Presídio de Pouso Alegre.