PousoAlegrenet

Menu

10% das lixeiras foram furtadas ou vandalizadas em menos de um ano em Pouso Alegre

Só nessa madrugada, quatro cestos de lixo foram furtados. Cidade voltou a ter lixeiras após sete anos

Quatro cestos de lixo foram furtados na Avenida Tuany Toledo em Pouso Alegre entre a noite desta quarta-feira para a manhã desta quinta-feira (29). Este roubo, porém, é apenas mais um em meio a grande quantidade de furtos e depredações de lixeiras, que voltaram as ser instaladas esse ano.

A cidade estava sem lixeiras desde 2011, quando a gestão Perugini decidiu retirar das ruas as lixeiras – então laranjas e de plástico. O motivo informado na época era justamente a depredação constante.

Sem lixeiras, o lixo tinha que ser colocado na rua, e apenas próximo do horário de coleta. As ruas acabam sujas, com lixo esparramado na calçada, sendo mexido por animais, e entupindo bueiros.

Lixo chegou a ficar acumulado até em frente a Pronto Socorro

Segundo a atual gestão, este ano já foram adquiridas 300 lixeiras médias de metal – que são instaladas nos bairros residências. Porém, em menos de um ano, 10% delas já foram furtadas ou vandalizadas.

Lixeira vandalizada em Pouso Alegre (Foto: Divulgação Prefeitura)

Lixeira vandalizada em Pouso Alegre (Foto: Divulgação Prefeitura)

Para o prefeito Rafael Simões (PSDB), a situação é lamentável: “Estou inconformado. Estamos arrumando a Tuany Toledo para tornar a cidade atrativa. Perderam a noção do razoável. Roubar lixeira é o fim do mundo. Estão roubando flor, levando muda embora”, reclamou o prefeito.

Tuany Toledo tem ganhado paisagismo (Foto: PousoAlegrenet)