PousoAlegrenet

Menu

Pouso Alegre começa a debater planejamento urbano para os próximos 20 anos

Plano Diretor deve ser elaborado através de audiências públicas. Depois passa pela prefeitura, antes de ser aprovado na Câmara

Crescimento na construção de prédios no bairro Ribeirão das Mortes (Foto: PousoAlegrenet)

Pouso Alegre começou a debater nesta semana o Plano Diretor, que elabora diretrizes para a construção de edificações, uso do solo e planejamento urbano para os próximos 20 anos.

Após as audiências públicas, um documento é elaborado e enviado ao prefeito, e posteriormente a Câmara, onde será votado. O instrumento é obrigatório em municípios com mais de 20 mil habitantes.

1ª audiência aconteceu na Câmara (Foto: Prefeitura)

A primeira audiência aconteceu na segunda-feira (3) na Câmara Municipal, e contou com a participação de membros da prefeitura, vereadores, e representantes da sociedade civil.

Moradores enfrentam dificuldades após crescimento não planejado no Faisqueira (Foto: Prefeitura / Arquivo)

Os problemas enfrentados pelos moradores do bairro Faisqueira, onde houve rápido crescimento habitacional não planejado, e sem infraestrutura adequada, foi um dos exemplos citados para explicar a importância do Plano Diretor:

“A situação que a gente tem hoje no Faisqueira, que se infartar alguém as 6h30 da tarde, vai morrer, porque não tem como a ambulância chegar, foram mudanças que aconteceram no plano diretor para atender interesses particulares… Nesse mapeamento, eles [Unifei] vão dar para gente, a cidade de vocês é assim, e no plano diretor em 2038 a cidade vai estar dessa forma, para evitarmos situações como essa”, explicou o vereador Bruno Dias (PR).

Bruno Dias usou problemas do bairro Faisqueira para explicar importância do Plano Diretor (Foto: Câmara)

Alguns representantes da sociedade civil externaram preocupação de que interesses políticos e privados se sobressaiam sobre os interesses públicos:

“Também participei do plano diretor passado. Tivemos uma triste história. Foi feita as audiências públicas, e quando terminamos o plano diretor, mandou para o prefeito que mudou tudo. Veio para a Câmara, aprovou, e hoje o plano diretor não tem fidelidade ao que foi aprovado nas audiências públicas”, reclamou o consultor de trânsito Sérgio Carvalho.

O consultor de trânsito Sérgio Carvalho mostrou preocupação com os interesses privados e políticos (Imagem: Reprodução TV Câmara)

A 1ª rodada de audiências públicas acontecerá até dia 14 de dezembro, cada dia em uma região da cidade. Moradores de qualquer região podem participar das audiências públicas.

Confira a agenda da 1ª rodada das audiências:

  • 03/12 – Primavera e Centro (Câmara Municipal às 19h);
  • 04/12 – Faisqueira (Escola Municipal Dr. Vasconcelos Costa às 19h);
  • 05/12 – São João (CAIC às 19h);
  • 06/12 – Bairro São Geraldo (CEU na Av. Perimetral proximidades Posto Tiger às 19h);
  • 07/12 – Árvore Grande (CAIC ÀS 19h);
  • 10/12 – Cidade Jardim (Escola Municipal Pio XII, às 19h);
  • 11/12 – bairro Cervo (Escola Municipal, às 19h30);
  • 12/12 – Distrito do Pantano (Salão Paroquial, às 19h30);
  • 13/12 – bairro São Cristóvão (Instituto Federal, 19h);
  • 14/12 – Bairro Algodão (Escola Municipal às 19h30)