PousoAlegrenet

Menu

Motoboy e dono de mototaxi do acidente que matou jovem deixam presídio em Pouso Alegre

Segundo a PM, motoboy estava embriagado e não tinha habilitação. Advogado diz que etilômetro estava com defeito. Os dois vão responder em liberdade

Foto: PousoAlegrenet

Foram soltos ainda na quarta-feira (6) o motoboy e o dono do mototáxi envolvidos no acidente que matou uma jovem na segunda-feira (4) em Pouso Alegre. As informações são do site Terra do Mandu.

Os dois vão responder ao processo em liberdade. A acusação é de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Segundo a polícia militar, o mototaxista estava embriagado e não tinha habilitação.

Mototaxista, Jorge José Marinho Junior não tinha habilitação e estava embriagado segundo a PM (Foto: Redes Sociais)

O motoboy Jorge José Marinho Júnior, de 20 anos, foi preso logo após o acidente. Já o dono do moto-taxi, Marcelo Gonçalves, de 40 anos, cunhado do mototaxista, foi preso como co-autor na terça-feira (5). Os dois estavam presos preventivamente no presídio de Pouso Alegre.

Dono do moto-taxi, Marcelo Martins Gonçalves foi preso por co-autoria em homicídio culposo (Foto: Redes Sociais)

De acordo com o advogado dos acusados, Vianey Stenio Silva, ambos podem responder em liberdade pois não têm antecedentes criminais, possuem residência e emprego fixo. Segundo Vianey, o etilometro usado pela PM estava com defeito e não teria funcionado para averiguar com o motorista do caminhão guincho.

O advogado ainda pede que o dono do mototáxi seja excluído da responsabilidade, pois segundo ele, o mototaxista já havia cumprido a jornada de trabalho quando a vítima teria ligado direto no seu celular pedindo a corrida.

Vítima tinha 19 anos (Foto: redes sociais)

O acidente

O acidente aconteceu as 20h30 da noite. O mototaxista estava parado, quando entrou na pista mesmo com a chegada de um caminhão guincho. Com a colisão, Lohane Nayara dos Santos, de 19 anos, morreu na hora. O capacete que ela usava ficou destruído.

Foto: PousoAlegrenet