PousoAlegrenet

Menu

Ex-presidente da Câmara de Pouso Alegre foi considerado foragido pela Polícia

Tutty foi condenado a 7 anos de prisão no regime semi-aberto por corrupção.

Tutty foi considerado foragido pela Polícia (Foto: Arquivo)

O ex-presidente da Câmara de Pouso Alegre, Maurício Donizete Salles, conhecido como Mauricio Tutty, foi considerado foragido pela Polícia Civil.

Em janeiro, Tutty foi condenado a 7 anos de prisão no regime semi-aberto, mas só teve o mandado de prisão expedido pela justiça em fevereiro. A Polícia Civil informou que tentou cumprir o mandado de prisão, mas não encontrou Tutty. Em março ele obteve um Habeas Corpus expedido pelo Ministro Gilmar Mendes.

Tutty responde a diversos processo na justiça. A condenação a prisão é por corrupção. Segundo o Ministério Público, ele pediu R$ 26 mil de propina em 2011 quando era secretário de Meio Ambiente. O valor seria para conceder licença ambiental à uma empresa que teve uma obra de aterramento embargada na Av. Vicente Simões.

Essa matéria foi atualizada em 28/05/2019 às 09h38m para correção de informações. O PousoAlegrenet havia divulgado que Tutty era considerado foragido pela Polícia Civil. A Polícia Civil disse que havendo mandado de prisão, ele era considerado foragido. Porém, o que não se sabia, é que Tutty já não era mais foragido, pois havia obtido um Habeas Corpus um mês depois. Tutty conversou com o PousoAlegrenet antes da publicação, e teve toda a oportunidade de esclarecer a questão, mas não o fez. Mesmo assim, o PousoAlegrenet pede desculpas a Mauricio Tutty e aos leitores, e reafirma seu compromisso com a verdade, e a divulgação dos fatos de interesse público da região. Uma nova publicação com as correções, mais detalhes, e o pedido de desculpas foi publicada: link