PousoAlegrenet

Menu

Polícia prende suspeito de esquartejar mulher em Ouro Fino

Homem de 24 anos foi apontado como autor do crime pelo filho da sua namorada, que confessou ter ajudado a esquartejar a mulher

Filipe Moura dos Santos, de 24 anos, foi preso em Três Lagoas

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira (30) o homem suspeito de esquartejar uma mulher em Ouro fino. Segundo a Polícia Civil, o Filipe Moura dos Santos, de 24 anos, foi preso em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul. Policiais de Ouro Fino devem traze-lo para a delegacia da cidade nos próximos dias para que seja ouvido.

Relembre o caso

Foto: Radio Difusora Ouro Fino

Dois adolescentes confessaram a Polícia Militar terem ajudado um homem de 24 anos a esquartejar a ex, que teve o corpo encontrado na última quarta-feira (16) em Ouro Fino. Partes do corpo estavam dentro de um galão de gasolina na beira de um lago.

A suspeita é que o corpo seja de Verena Sebastian a Aruarte da Silva, de 34 anos, que estava desaparecida desde o último dia 1º de outubro. Nesta sexta-feira (18), a família dela foi ao Instituto Médico-Legal (IML) de Pouso Alegre, para fazer a identificação.

Suspeita é que vítima seja Verena (Foto: Reprodução)

Uma tatuagem de dragão nas costas da vítima levantou a suspeita que o corpo fosse de Verena, já que ela tem o mesmo desenho no mesmo local. As roupas encontradas com a vítima também são as mesmas que ela usava quando desapareceu.

Durante a diligência, a PM descobriu que o ex-namorado de Verena, Filipe Moura dos Santos, de 24 anos, também estava sumido. Ao chegar na casa da atual namorada dele, ela disse que no dia 2 de outubro o namorado ligou para ela e disse que tinha feito uma besteira que logo apareceria nos jornais. A ligação aconteceu um dia após o desaparecimento da suposta vítima.

O crime acabou revelado pelo filho da namorada do suspeito. O adolescente de 17 anos disse que Filipe ligou dizendo ter matado uma mulher, e oferecendo R$ 400 para que ele o ajuda-se a esconder o corpo. Um outro adolescente de 15 anos confessou ter recebido R$ 200 para ajudado a esquartejar a vítima na casa do suspeito. Ela teria sido morta a facadas.

Com o corpo dentro de galões de gasolina, o suspeito chamou um motorista de aplicativo de carona, e pagou R$ 1.000 para que ele fizesse duas viagens, levasse os galões até o lago na zona rural, escondesse o corpo. Os menores não souberam identificar o motorista.

Os militares foram até a casa do suspeito de matar a mulher, mas ele não estava na residência. No local, havia marcas de sangue. Segundo vizinhos, ele desapareceu há cerca de 15 dias, prazo similar ao do crime.

Verena deixa quatro filhos, de 5, 11, 13 e 14 anos, que estão sem a mãe há 18 dias. Uma amiga disse a imprensa que não sabia do relacionamento da amiga com Filipe.

Os adolescentes e os responsáveis por eles foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Ouro Fino e foram ouvidos e liberados.