PousoAlegrenet

Menu

Primeiro Gaeco Federal do país será coordenado por procurador de Pouso Alegre

Lucas de Morais Gualtieri foi designado pelo procurador-geral Augusto Aras para coordenar o grupo composto por outros quatro procuradores do estado

Lucas de Morais Gualtieri (Foto: Arquivo PousoAlegrenet)

O primeiro Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Federal será coordenado pelo um procurador da Procuradoria Geral da República em Pouso Alegre.

Lucas de Morais Gualtieri foi designado pelo procurador-geral Augusto Aras para coordenar o grupo composto por outros quatro procuradores do estado: Carlos Henrique Dumont Silva (Procuradoria da República em Minas), Marcelo Borges de Mattos Medina (Procuradoria da República em Juiz de Fora), Marcelo Malheiros Cerqueira (Procuradoria da República em Montes Claros) e Wesley Miranda Alves (Procuradoria da República em Ituiutaba).

O grupo terá estrutura permanente e especializada de apoio a investigações envolvendo crime organizado e delitos de natureza complexa. Nos últimos anos, Minas tem registrado aumento expressivo de delitos praticados por organizações criminosas como tráfico internacional de drogas e crimes patrimoniais praticados em desfavor de instituições financeiras, além da penetração do Primeiro Comando da Capital (PCC) nos presídios do estado.

A iniciativa partiu dos próprios procuradores que atuam em Minas: “A criação do Gaeco era uma demanda antiga de diversos membros lotados no estado de Minas Gerais, especialmente daqueles com atuação na área criminal, sobretudo pela percepção de que o crime organizado vem crescendo em sofisticação, aparato operacional e ousadia em suas ações, sem que o MPF tenha se organizado suficientemente para combater essas ações”, avalia o procurador Lucas Gualtieri.