PousoAlegrenet

Menu

Centro de Distribuição dos Supermercados Alvorada é interditado por não cumprir medidas contra a Covid-19 em Pouso Alegre

Segundo Vigilância Sanitária, a unidade estava descumprindo integralmente as regras do combate a Covid-19 e terá que apresentar protocolo para enfrentamento. Diretor da unidade diz falta de máscara foi de terceiros e pessoas que estavam descarregando produtos e não funcionários

Foto: PousoAlegrenet

O Centro de Distribuição da rede de supermercados Alvorada em Pouso Alegre foi interditado na manhã desta segunda-feira (27) pela Vigilância Sanitária. Segundo a vigilância Sanitária, a unidade estava descumprindo integralmente as regras do combate a Covid-19.

Um funcionário, que pediu anonimato, avisou o PousoAlegrenet da situação: “Teve altos flagrantes de pessoas sem respeitar o espaço de um metro, funcionários sem máscara, e sem auxilio do álcool-gel para os funcionários”, reclamou. Segundo ele, a denúncia foi feita pelos próprios funcionários.

Foto: PousoAlegrenet

Procurado, o diretor do Centro de Distribuição do Alvorada, Ricardo Cioffi, disse que havia álcool-gel e cartazes espalhados por toda a unidade. “Na visão deles, é insuficiente”, questionando que não há documento especificando a quantidade necessária. Sobre a falta de uso de máscaras, ele disse que foi por terceiros e pessoas que estavam descarregando produtos e não funcionários.

Conforme a vigilância, também havia falta de documentação. O CD foi fechado e os funcionários liberados.

Para voltar a funcionar, o Alvorada terá que implementar o protocolo de enfrentamento ao novo Coronavírus, e assim que apresentar a documentação necessária, uma visita será feita para avaliar a liberação para o retorno das atividades. Segundo o Alvorada, as medidas devem ser tomadas para retornar já nesta terça-feira (28).

Foto: PousoAlegrenet

Vigilância já atendeu 650 denúncias relacionadas a Covid-19

De acordo com a Vigilância Sanitária, desde o início da pandemia foram 650 denúncias atendidas. Dos 32 bares interditados, 10 ainda não regularizaram a situação e 22 voltaram a funcionar. 3 igrejas interditadas ainda não voltaram a funcionar. 1 restaurante foi fechado e regularizado. 4 clínicas odontológicas foram interditadas.

Como denunciar

Em caso de não cumprimento das medidas de segurança exigidas em decorrência da pandemia, as denúncias podem ser feitas através do telefone (35) 3449-4210. As denúncias para a Vigilância Sanitária são apenas para estabelecimentos de saúde ou de interesse à saúde.

Já em caso de aglomerações em vias e/ou espaços públicos as denúncias devem ser encaminhadas ao setor de Posturas pelo telefone (35) 3449-4076 ou 3449-4991