PousoAlegrenet

Menu

Pouso Alegre tem lei para punir empresas por excesso de barulho de motos que alteram escapamento

Líder do executivo na Câmara, vereador Bruno Dias diz que vai propor fiscalização e aumento da multa já estabelecida no código de postura

Foto: Policia Militar

Uma lei em Pouso Alegre poderia estar ajudando a coibir o excesso de barulho feito por motoqueiros. O código de postura estabelece sanções contra empresas por excesso de barulho, inclusive causado por motos.

Art. 67. Independentemente da medição de nível sonoro, são expressamente proibidos os ruídos:
I – produzidos por veículos com o equipamento de descarga aberto ou silencioso adulterado ou defeituoso;

Líder do executivo na Câmara, Bruno Dias diz que vai propor fiscalização

Líder do prefeito na Câmara e cotado para ser o próximo presidente da Casa de leis, o vereador Bruno Dias disse em sua página nas redes sociais que vai recomendar um aumento na fiscalização:

“Vamos fazer uma recomendação para o prefeito para que haja uma fiscalização em torno não somente da situação das motos, mas dos estabelecimentos comerciais que utilizam essas motos. Produzindo multas por perturbação do sossego”, explicou o vereador, lembrando que ainda há o artigo 70 do código de postura, que trata da perturbação de sossego.

A empresa que infringe esses artigos pode ser multada entre 5 a 50 UFMs, o que atualmente equivale a R$ 27 e R$ 273. Em caso de reincidência, o valor é dobrado. Bruno Dias também disse que vai propor o aumento do valor da multa.

Moradores podem fazer denúncias de empresas que infringem o código de postura através da ouvidoria, no site da prefeitura.

Vereador Bruno Dias vai propor fiscalização e aumento do valor da multa