PousoAlegrenet Logo PousoAlegre.net

Menu

Cadela que morreu após ser espancada é enterrada e homenageada com área de lazer para pets em Pouso Alegre

A homenagem contou com a presença de muitos moradores do condomínio, além de protetores dos animais e dos policiais que participaram da prisão do agressor

Foto: Lucas Eduardo Arantes Gomes

A cadela que morreu após ser espancada pelo dono em Pouso Alegre foi enterrada na tarde desta segunda-feira (8). Ricca foi enterrada em uma espaço que, em sua homenagem, se tornará uma área de lazer para os animais do condomínio das Camélias, no bairro Santa Edwirges.

A homenagem contou com a presença de muitos moradores do condomínio, além de protetores dos animais e dos policiais que participaram da prisão do agressor. O morador que conseguiu entrar no apartamento e salvar a cachorra lamentou a morte: “O mais triste é saber que ela está recebendo amor depois de morta. É difícil falar. Como uma pessoa tem coragem de fazer essas coisas? Não tem explicação. Não tem argumentos. Quem faz isso com um animalzinho, tem capacidade fazer coisa pior”, disse Fernando.

Foto: Reprodução Facebook Hélio da Van

O crime

O crime aconteceu na tarde do sábado (6). Vizinhos ouviram as agressões e foram até o apartamento onde a cadela morava. Eles esmurraram a porta até que o dono abriu uma fresta, invadiram o apartamento e resgataram a cachorra, que não resistiu aos ferimentos.

Denis foi preso (Foto: Redes Sociais)

O agressor e dono da cadela era Denis Rodrigues Almeida Silva, de 26 anos. Ele é de Caraguatatuba (SP) e era inquilino no condomínio a cerca de 2 meses. A cadela seria um presente para a namorada, mas os dois brigaram, e a cadela ficou com ele.

Denis foi preso em flagrante pela Polícia Militar, e encaminhado para a delegacia. A pena para maus-tratos é de 2 a 5 anos de prisão.

Homem sendo preso por maus-tratos (Foto: Hélio da Van)