PousoAlegrenet Logo PousoAlegre.net

Menu
PróximoAnterior

Documentos provam que CNEC mentiu sobre ter sido do Colégio iniciativa de parceria com prefeitura de Pouso Alegre

CNEC disse que tentou por iniciativa própria firmar um convênio no dia 19 de janeiro de 2021. Mas ofícios provam que prefeitura tentou parceria em setembro de 2020, quando foi rejeitada também via ofício pelo próprio CNEC

PróximoAnterior
Reprodução Google

Documentos provam que o Colégio CNEC mentiu em um veículo de imprensa nesta sexta-feira (12). O CNEC disse que diferente do que o prefeito havia dito, foi iniciativa do Colégio propor parceria com a prefeitura.

“Diferentemente do exposto pelo Prefeito, a proposta de estabelecimento de convênio entre a CNEC e a Prefeitura surgiu através de iniciativa da Instituição em 19/01/2021”, afirmou a CNEC ao responder questionamentos enviado pelo R24.

Após tomar conhecimento das declarações, o PousoAlegrenet procurou o CNEC e a prefeitura para questionar quem estava falando a verdade.

PróximoAnterior

O CNEC reafirmou ter dado aquelas declarações ao R24. Já a prefeitura, enviou documentos que provam que o CNEC estaria mentindo, e que a iniciativa partiu da prefeitura em setembro de 2020.

No dia 10 de setembro de 2020, a prefeitura enviou ofício a direção do CNEC em Brasília propondo a parceria: “Considerando a existência de edificação escolar dessa instituição, informamos que temos interesse em utilizar as instalações, caso essa instituição venha a reduzir ou interromper as suas atividades nesta localidade. Desta forma gostaríamos de informar nosso interesse e estreitar nossas relações, tendo em vista os interesses recíprocos em prol do desenvolvimento humano”, disse no ofício o secretário de finanças, Júlio Tavares.

O CNEC respondeu, também via ofício, no dia 29 de setembro de 2020, dizendo não estar disponível para negociação. O ofício foi assinado pelo gerente financeiro Wander Carrijo Costa.

Em posse dos ofícios, o PousoAlegrenet questionou o CNEC se ele havia mentido a imprensa, ou se havia algum mal-entendido. O CNEC, que havia dado respostas 4 minutos antes ao PousoAlegrenet em um aplicativo de mensagens, parou de respondeu as perguntas e não atendeu aos telefonemas. Poucos minutos antes dessa publicação, disse que enviaria o questionamento ao setor jurídico. O espaço permanece disponível para o CNEC prestar esclarecimentos.

Atualização: Nesta quarta-feira (17), cinco dias após a publicação da matéria, o CNEC respondeu dizendo que não mentiu, e que os ofícios enviados pela prefeitura em 2020 não estariam propondo parceria. O CNEC voltou a afirmar que a parceria foi proposta por ela em 2021, e não pela prefeitura.