PousoAlegrenet Logo PousoAlegre.net

Menu 11 anos
PróximoAnterior

Com procura 10 vezes maior que ano passado, testes da Covid estão em falta em Pouso Alegre, assim como no mundo

Alguns exames não estão sendo realizados por falta no mercado, e outros apenas mediante agendamento; Protocolo que define o isolamento da pessoa com síndrome gripal independente de teste deve ser adotado em breve

PróximoAnterior
Teste antigeno está em falta

Assim como no resto do mundo, Pouso Alegre também está com falta de testes da Covid para atender a grande explosão de casos. Alguns exames, como o teste do antígeno, não estão sendo realizados por falta no mercado, e outros apenas mediante agendamento.

O gerente executivo do Méthodos Laboratório, Bernardo Almeida dos Anjos Silva, explica que a busca está em um patamar nunca visto: “devemos fechar a primeira quinzena do ano com uma demanda 10 vezes maior do que o observado no mesmo período do ano passado”, conta.

PróximoAnterior

Ele explica que o mercado não estava preparado e a demanda está muito maior que a oferta: “Nossa percepção é que o mercado não estava preparado para isso, os números do final de dezembro e dessa primeira quinzena de janeiro surpreenderam a todos, inclusive aos fabricantes e distribuidores de insumos, prova disso é a falta de testes no mercado. A nível Brasil, a demanda está muito maior que a oferta, como existe um tempo necessário para fabricação e importação de materiais, houve uma necessidade de interrupção de alguns exames para detecção de Covid-19. Estamos empregando todos os esforços possíveis para conseguir atender a população neste momento”, explicou Bernardo.

Na quarta-feira (12) a Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica alertou que os testes diagnósticos de Covid-19 podem acabar por falta de insumos. A recomendação da associação é de que os laboratórios priorizem a testagem em pacientes graves, trabalhadores da saúde e outros profissionais essenciais.

“Não é possível mensurar nesse momento até quando poderemos atender, mas há um risco real de desabastecimento”, disse em nota Wilson Shcolnik, presidente do Conselho da Abramed.

Com a falta de testes, a prefeitura deve iniciar em breve a observância de um protocolo estabelecido pelo Estado, que define o isolamento da pessoa com síndrome gripal independente de teste, já que não há fornecedor com estoque para atender a demanda.