PousoAlegrenet Logo PousoAlegre.net

Menu 11 anos
PróximoAnterior

Ex-secretário da gestão Perugini, Messias Morais perde cargo de professor após condenação por fraude em Pouso Alegre

O professor e ex-secretário de finanças de Agnaldo Perugini foi condenado na esfera civil por falsificação de diplomas para atuar na rede municipal de ensino

PróximoAnterior
Foto: Arquivo TVUAI

O Ministério Público comunicou na sexta-feira (20) à Câmara Municipal de Pouso Alegre a perda do cargo na Rede Municipal de Ensino de Messias Morais. O professor e ex-Secretário de Finanças do ex-prefeito Agnaldo Perugini (PT) foi condenado na esfera civil por falsificação de diploma para nomeação de dois cargos públicos em escolas municipais.

Além de perder o cargo de professor de História, Messias deverá pagar uma multa em dinheiro pela falsificação do documento. O pagamento de multa civil equivale a três vezes o valor da remuneração de cada cargo, totalizando R$ 30 mil.

PróximoAnterior

A fraude teria ocorrido no ano de 2009, e as acusações foram feitas em 2012. O professor havia sido condenado em 1ª instância nas Varas Cível e Criminal em 2013. Em 2015, na 2ª Vara Civil e em 2017, na 3ª Vara Criminal. No entanto a 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) extinguiu uma ação penal que o acusava em abril de 2018, visto que a acusação contra o professor já havia prescrito.

Messias Morais esteve envolvido em outros processos. O ex-secretário havia passado por prisão domiciliar em 2020. Ele era investigado na Operação Capina, que apurou desvios milionários na Prefeitura de Pouso Alegre durante a gestão de Agnaldo Perugini (PT).

A suspeita é que mais de R$ 13,8 milhões de recursos públicos tenham sido desviados junto a empresa Plenax durante a gestão Perugini. Esse processo corre em sigilo.