PousoAlegrenet

Menu

Novo edital exige frota zero quilômetro no transporte coletivo em Pouso Alegre

Edital havia sido suspenso para adequações. Concessionária também será responsável por abrigos

Concessionária também será responsável por abrigos (Foto: Arquivo PousoAlegrenet)

A Prefeitura de Pouso Alegre publicou um novo edital de licitação a para concessão do transporte coletivo urbano e rural no município. Um edital já havia sido publicado anteriormente, porém, foi suspenso para adequações.

Dentre as alterações, vários itens que no edital anterior seriam usados como pontuação, passaram a ser obrigatórios. Entre elas, a que mais chama a atenção é que, no início da operação do serviço, toda a frota deverá ser zero quilometro.

Além disso, todos terão que ter GPS, WIFI e lixeira interna. Ao todo, o edital prevê 41 ônibus, 13 mini-ônibus, e 02 micro-ônibus adaptados para atender ao passageiro com dificuldade de locomoção.

A empresa terá ainda que disponibilizar o serviço 0800, e aplicativo de celular para que os usuários possam acompanhar as rotas, horários e localização dos veículos.

O novo edital prevê ainda que passará a ser obrigação da concessionária a manutenção dos abrigos nos pontos de ônibus. Outra alteração foi capital mínimo exigido da empresa, que caiu de 10% para 1% do valor estimado da contratação.

Nessa semana, a atual concessionária, Princesa do Sul, colocou em operação cinco novos ônibus (Foto: Divulgação Princesa do Sul)

Nessa semana, a atual concessionária, Princesa do Sul, colocou em operação cinco novos ônibus.

Por meio de nota, a prefeitura informou que não renovou o contrato com a Viação Princesa do Sul, e que “o que está em vigor é o Termo de Prestação de Serviço Continuado, que assegura à população o prosseguimento dos serviços de transporte coletivo no município até definição de empresa sucessora”, relembrou.

O edital prevê que a empresa vencedora será a que apresentar a menor valor da tarifa do serviço público, combinado com os critérios de melhor técnica. O contrato, estimado em R$ 197 milhões, terá prazo de 20 anos, podendo ser prorrogado por mais outros 20.

A sessão pública para abertura de propostas e análise de documentos das empresas concorrentes está marcada para o dia 29 de agosto de 2018.