PousoAlegrenet

Menu

Homem é preso mais uma vez se passando por policial para aplicar golpes em Pouso Alegre

Usando o codinome "Gustavo Palmieri", ele estaria se passando por delegado de Polícia Civil, para enganar mulheres e obter vantagens financeiras e sexuais

Paulo Ricardo foi preso em Contagem (Foto: Redes Sociais)

Um homem acusado de se passar por policial para aplicar golpes em Pouso Alegre foi preso mais uma vez pela Polícia Civil nesta terça-feira (3). Paulo Ricardo Costa de Moraes, de 32 anos, já havia sido preso em abril deste ano por estelionato, mas obteve um habeas corpus e respondia o processo em liberdade.

Dessa vez Paulo Ricardo foi preso em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde segundo a polícia, investigações apontam que ele estaria realizando “estelionato afetivo” com outra vítima. De acordo com a polícia, Paulo Ricardo estaria usando o codinome “Gustavo Palmieri” e se passando por delegado de Polícia Civil, para enganar mulheres e obter vantagens financeiras e sexuais. Os crimes estariam sendo cometidos em Pouso Alegre.

Estelionatário chamou atenção até da Lava-jato

“Paulinho”, como é conhecido, tem diversas passagens por estelionato. Em 2006 ele teria chamado até a atenção da Operação Lava Jato após enviar uma carta dizendo ter trabalhado no sítio de Atibaia do ex-presidente Lula, que na época estava preso em Curitiba.

Em abril deste ano ele foi preso por aplicar golpes prometendo aprovação em exames para obter CNH e retirar veículos apreendidos. E assumiu a imprensa que as acusações eram verdadeiras.