PousoAlegrenet Logo PousoAlegre.net

Menu
PróximoAnterior

Acusado de estuprar mulher e matar casal queimado vivo é condenado a 39 anos de prisão em Pouso Alegre

Izaias Bueno Rodrigues, de 40 anos, mais conhecido como Cowboy, foi preso pela Polícia Civil um dia após o crime

PróximoAnterior
Foto: Redes Sociais / Arquivo

O homem acusado de matar carbonizado um casal em Pouso Alegre foi condenado a 39 anos de prisão. A condenação via Juri Popular foi divulgada pelo Ministério Público nesta quarta-feira (1).

O crime aconteceu em 26 de setembro de 2018, três anos atrás, embaixo da ponte da BR-459 no bairro Belo Horizonte. Izaias Bueno Rodrigues, de 40 anos, mais conhecido como Cowboy, foi preso pela Polícia Civil um dia após o crime.

PróximoAnterior
A acusação foi feita pelo promotor de Justiça Elkio Uehara (Foto: MPMG)

Segundo o Ministério Público, ele agrediu o homem com um objeto, causando-lhe diversas fraturas na cabeça. Na sequência, ele agarrou a mulher, que estava embriagada, e a violentou sexualmente. Para tentar ocultar o crime, ele ateou fogo nas vítimas, que morreram carbonizadas.

Cowboy fugiu do local, mas câmeras de segurança de um estabelecimento comercial registrou ele e a mulher comprando bebidas alcóolicas. Outras testemunhas também o colocaram na cena do crime, e moradores de rua relataram que ele era violento e já havia tentado relações sexuais em moradores de rua.

Isais foi condenado a 39 anos e seis meses de reclusão por estupro, feminicídio e homicídio. A pena deve ser cumprida inicialmente em regime fechado. O condenado não poderá recorrer em liberdade.