PousoAlegrenet

Menu

Expresso Gardênia vende diversas linhas de trajeto curto no Sul de Minas

Alvo de muitas reclamações, e sem condições de investir, empresa adotou estratégia de vender linhas curtas e focar nas linhas com trajetos longos

Gardênia vendeu diversas linhas curtas no Sul de Minas (Foto: Arquivo / PousoAlegrenet)

A Expresso Gardênia vendeu nos últimos meses várias de suas linhas de trajeto curto no Sul de Minas. Segundo a Gardênia, as vendas fazem parte de uma estratégia de capitalização da empresa, que tinha dificuldades para investir, e vinha sendo alvo de muitas reclamações.

Nesta terça-feira (14) aconteceu a venda mais recente, com a assinatura do contrato de venda das linhas que ligam Ouro Fino a Monte Sião e Bueno Brandão. A compradora foi a Expresso Inconfidentes, que segundo a Gardênia, deve iniciar a operação em 1º de fevereiro.

As primeiras a serem vendidas na região foram as linhas Pouso Alegre x Vila Passa Quatro (Espirito Santo do Dourado), e outras da região de Bragança Paulista, Toledo, Munhoz e Jacutinga. Todas acima para a Max Tour.

Já a empresa Venetur adquiriu as linhas que ligam Itajubá a Maria da Fé e a Brasópolis, e as que ligam Pouso Alegre a São Sebastião da Bela Vista e a Paraisópolis.

Muitas das linhas acima ainda estão em processo de transição, e por enquanto continuam sendo operadas pela Gardênia. Outras, como a que liga Pouso Alegre a Espirito Santo Dourado, já estão sendo operados pela nova empresa.

Ônibus da Gardênia foi parar em barranco entre Munhos e Bragança Paulista (Foto: Redes Sociais / Arquivo)

Alvo de críticas, empresa adotou medida para conseguir investir

A medida adotada pela Gardênia vem após a empresa chegar ao pico da impopularidade no Sul de Minas. Alvo de muitas reclamações pelos usuários, com ônibus quebrando nas estradas e se envolvendo em acidentes que colocavam em risco os passageiros, a empresa acabou ficando na última colocação em uma pesquisa de satisfação da Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) .

Com o aumento da pressão popular, políticos passaram a se posicionar, e no ano passado uma audiência na Assembleia Legislativa foi realizada para cobrar a empresa, que prometeu melhorar o serviço. A empresa trouxe alguns ônibus semi-novos para operar na região, mas as reclamações e problemas continuaram a acontecer.

Segundo o diretor da Gardênia, Pedro Julião, as vendas fazem parte do processo homologado na Assembléia Legislativa: “A empresa firmou um compromisso de investir na região. Pra ela investir, ela precisa capitalizar, e para capitalizar ela precisou vender algumas linhas. Essas negociações vão trazer novo folego para a empresa, capitalizando-a, permitindo que a gente possa investir mais ainda na região Sul do estado”, conta o Julião.

Segundo o diretor, o foco agora será em linhas longas: “A expresso Gardênia está abrindo espaço para outras empresas. A Gardênia pretende focar principalmente nas linhas longas, saindo de Belo Horizonte e Itajubá”.

O diretor ainda anunciou que a empresa adquiriu para o primeiro semestre deste ano 20 novos veículos, sendo 10 de dois andares e 10 de um andar.

Gardênia anunciou a aquisição de novos ônibus